Petição "Loriga a concelho"

Esta petição serve uníca e exclusivamente para alertar todos os Loriguenses e amigos sobre o sistemático abandono que Seia tem presenteado Loriga e toda a região circundante, aos longo dos tempos, contribuindo assim para a falta de recursos humanos, sociais, culturais, desportivos e lazer. Assine e divulgue. http://www.peticao.com.pt/loriga

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Brasões e Loricas

Será que foi finalmente foi reposta a verdade? Deixo aqui o excerto que saiu no Diário de notícias:

Loriga e o brasão
A página da Wikipédia dedicada a Loriga, uma freguesia do concelho de Seia, na Guarda, foi "vandalizada" por um usuário, que colocou comentários sobre os "inimigos" da freguesia, apagando ou alterando informações sobre a localidade - como festividades, hidrografia ou acessos - que lá tinham sido colocadas por outro editor. E retirou também a figura do brasão pertencente à localidade.

in http://dn.sapo.pt/2007/08/24/media/censura_wikipedia_esta_vigia.html

Pesquise tambem Loriga na wikipedia e veja os comentários:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Discuss%C3%A3o:Loriga

15 comentários:

João Carreira disse...

Caro Amigo,

Esta é daquelas questões que não deixa bem Loriga, nem deixa bem a gente de Loriga e que há muito deveria ter sido resolvida. Se tudo isto foi provocado por algumas pessoas da terra, então fico ainda mais triste e espero que essas pessoas não se sintam orgulhosas.

Com estima,

João

Anônimo disse...

Caro amigo

Concordo completamente com o João Carreira.
Esta questão não deixa nada bem a imagem de Loriga e das suas gentes,e eu acrescento que comentários como o teu,e com esse título "sugestivo",não ajudam nada.
Toda a gente sabe quem foram as pessoas da terra que provocaram este problema e que têm contribuído para que ele se arraste.Tal como o nosso conterrâneo João Carreira,acho que essas pessoas não têm motivo para se sentirem orgulhosas,e eu acrescento que não devem ser ajudadas por ti ou seja por quem for!Acho também que este problema já devia ter sido resolvido há muito tempo,para bem da imagem de Loriga e dos loriguenses,que está em primeiro lugar!


Cumprimentos;

António Ricardo

Anônimo disse...

ESCLARECIMENTO



Comentário de um ex-editor da Wikipédia
decepcionado com o
comportamento dos administradores do site:

Lamento não poder ajudar ou poder arbitrar sobre a
questão específica em
causa. Eu me encontro bloqueado covardemente por alguns
administradores
burocráticos, elitistas e incompetentes.

No meu caso, eu fui vítima de vandalismo continuado nos
“meus artigos” sobre
Religião e Bíblia, nomeadamente sobre os artigos sobre a
religião
“Testemunhas de Jeová". Dois elementos associados ao
Departamento de
Relações Publicas da religião, conseguiram pacientemente
minar todo o meu
trabalho sério e documentado (tempo, pesquisa, estudo e
experiência
pessoal). Engendraram com alguns administradores,
colocar nos seus artigos
apenas a Versão Oficial da religião.

Recomendo que procure outro projecto, com os mesmos
objectivos deste, mas
não com as mesmas falhas. Eu mesmo estou com Novo
Projecto em estudo, para
breve. Permanece em confidencial por razões óbvias.

A pt-Wikipedia apresenta muitas falhas gritantes. Note
que, há semelhança da
en-Wikipédia, está a se tornar numa cobaia. O sucesso da
enciclopédia
virtual Wikipedia amadorista, está ameaçado por novas
propostas sérias como
a Citizendium e a Scholarpedia, que pretendem oferecer
informação com mais
confiabilidade e seriedade. Entre as falhas que se
considera “graves”,
destaca-se que qualquer usuário, registado ou não, poder
introduzir
livremente textos sem revisão por um editor
especializado ou por comissão
editorial de especialistas, o que compromete a qualidade
dos seus conteúdos.
O usuário é em Boa Fé induzindo em erro, podendo isso
originar prejuízos
diversos e a perda de credibilidade no inteiro Projecto
Wikipédia. A
responsabilidade cível pelos danos se dilui entre os
administradores.

É gritante a forma de escolha dos administradores pela
comunidade, bem como
a incompetência da sua maioria para revisar os conteúdos
na especialidade,
em particular os temas polémicos. Alguns
administradores, não especialistas
ou ignorantes das questões em conflito, são permeáveis à
persuasão mais
macia e bajulação. São manipulados por elementos
enganadores que usam a
vitimação de suas pessoas para defenderem as suas
apreciações pessoais e
modificam os artigos da Pt-Wikipedia conforme lhe mais
agrada. Alias, toda e
qualquer contestação, é agora resolvida recurso ao
bloqueio das páginas, e
até mesmo, bloqueio dos contestadores. Isso é
manifestação interna de
intolerância e ignorância académica. A mediação informal
de conflitos é um
mero teatro de covardes que unilateralmente julgam o que
não sabem ou pensam
saber. Quem não pense como eles, são sentenciados como
vândalos, gente
ignorante, ressentida e sem noção do que é
enciclopédico.

São os factos reais e em seus devidos contextos, e
devidamente documentados,
fazem uma Enciclopédia. É o acareamento dos diferentes
argumentos, que
permite a tão desejada Imparcialidade e Credibilidade.
Isso é um dos
Princípios Fundamentais do Projecto Wikipédia, mas que é
violado por alguns
dos seus administradores. Sem isso, o meu ( e
certamente, o nosso ) ideal
que criei ( criamos ) sobre a Wikipédia morreu!

Por favor, considerem este depoimento como um sentido
desabafo e mais uma voz
de protesto que podem adicionar ao vosso justo protesto.
Contem com meu apoio no
que me for possivel.

Ao inteiro dispor,

José Dias ( Ex-editor da Wikipédia )

________________________________________________________________________

A Wikipédia está a contribuír para complicar ainda mais
a situação dos
autarcas de Loriga,pela forma como estes têm tratado
este caso do brasão,contribuíndo para dar a ideia de que estes têm agido,e continuam a agir de má fé neste processo da regularização dos símbolos heráldicos da vila.Por
outro lado,ao prejudicar os autarcas de Loriga e
provocar o aumento da
polémica em torno do caso do brasão,a Wikipédia,com
prejuízo da sua
imagem,poderá a contribuír para a resolução mais rápida do
problema.

_____________________________________________________________________________
1 - A proposta
apresentada à Junta de Freguesia da vila de Loriga pela
Comissão de Heráldica
da
Associação dos Arqueólogos Portugueses,e pela Diácria,a
editora que tratou do
processo,proposta essa que sendo a melhor para Loriga
foi incompreensívelmente
recusada pela autarquia.E o brasão que se vê por aí em alguns sites,e que está a ser publicitado,é baseado nessa proposta.
É um processo que infelizmente se
tem arrastado há já seis longos anos.

2 - O facto de aquele "brasão" estar a ser exibido na wikipédia e
noutros sítios
não
o torna o brasão oficial e legal da vila de Loriga.O
facto de esse brasão ser
exibido dessa forma como brasão oficial,inclusivé em documentos da JFL,foi um dos
principais motivos pelos
quais a autarquia loriguense foi intimada,nos termos da
lei,inclusivé pelo IGAE,a tratar do
problema
dos símbolos heráldicos de Loriga. Assim,e em 2002,a
Junta de Freguesia de
Loriga aprovou uma proposta de brasão que provocou muita
polémica,e que está
ainda à espera de aprovação na referida Comissão de
Heráldica,o que muito
dificilmente acontecerá.Isto acontece porque,entre
outras coisas,aquele órgão
aprova os símbolos heráldicos,não apenas se eles
respeitarem as normas da
heráldica (o que não acontece com o "brasão" exibido na
wikipédia),mas também
se
eles forem representativos da localidade em causa.

3 - Ao contrário do que é convenientemente sugerido por
alguns,a questão dos
símbolos heráldicos de Loriga não é um problema ou
conflito entre a autarquia
local e o loriguense A ou B,residente ou não
residente,ou entre
loriguenses,tratando-se antes de um problema legal que
afecta a imagem da
vila.
Embora haja loriguenses que desejem a manutenção desse
"brasão" actual (e os
problemas
começaram por aí e mantêm-se),tal não é possível,nem
mesmo com a "ajuda" deste
ou daquele editor da Wikipédia.Aliás,a função da
Wikipédia é esclarecer e
informar,e não "tomar partido".Aliás,o Diário de Notícias já reconheceu que errou,e os jornalistas,começando por quem elaborou esse artigo,já sabem que o brasão colocado no artigo da Wikipédia não é nem pode ser o brasão oficial desta vila,e portanto ninguém "apagou o brasão de Loriga".Quem tiver dúvidas basta informar-se junto das entidades competentes!...
Como foi dito nos comentários anteriores,esta questão do brasão deixa mal vista a gente de Loriga,já devia estar resolvida há muito tempo,e quem está a empatar a resolução do problema está a prejudicar a imagem da vila e dos seus naturais.

Anônimo disse...

Sábado, 27 de Outubro de 2007

Brasão de Loriga

Continua na internet a discussão sobre as armas de Loriga.
Esta vila é uma freguesia do concelho de Seia, que não tem brasão legal.
Penso que esta discussão, devido à falta de imformação de alguns, tem vindo a trazer mais confusão a um processo que é
claro como água, e já foi explicado por mim, em nome de uma empresa (Diácria)
que a meio do percurso, interveio no mesmo.
Os autarcas de Loriga tiveram uma proposta do Sr. José Bènard Guedes, que é o secretário geral da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses; se a tivessem aceite, já teria esse problema resolvido há muito tempo. É uma proposta que eu assinaria de cruz, embora não goste do pelourinho, que retiraria; como o fiz, aliás, nas duas ou três propostas seguintes, da Diácria.
Como já tive a oportunidade de esclarecer alguém, sobre este assunto,
continuo disponível para voltar ao mesmo, caso alguém de direito o pretenda.
Nesta última polémica chegada até mim pela internet, confirmo que o Instituto
da Nobreza Portuguesa não é para aqui chamado, nada tem a ver com este assunto.
Aliás: será que isto existe?
Também gostava de saber a quem é que a junta pagou tanto dinheiro? À CHAAP e
à Diácria já pagou algum, mas não tanto.
E a cruz, qualquer que seja estará sempre fora do contexto em Loriga e em
minha opinião deve ser substituida pela loriga (lorica ou couraça), pois é uma
peça heráldica falante que aqui, nas armas de Loriga, tem todo o cabimento.
A loriga, a estrela e a roda hidráulica/rodizio, são a melhor simbologia
para o brasão de
Loriga, independentemente das cores ou da arrumação que às peças queiram dar.
Tal como tem acontecido, noutros casos em que as dúvidas são muitas, estou
disponível para me deslocar à freguesia e in loco, esclarecer os interessados no
que à heráldica diz respeito, sobretudo, às suas boas regras; se para esse fim
receber um convite do executivo da autarquia, que é o cliente da Diácria, sem
custos para a mesma.
Sei que não sei tudo, mas conheço as atribuições da Assembleia de Freguesia,
nesta matéria; não podendo este órgão executivo, sobrepor-se às leis gerais da
República, como às vezes parece querer acontecer, só lhes faltando exercer o
poder de emitir dinheiro.
Já fui a assembleias de freguesia, dos mais variados quadrantes políticos,
onde a educação imperou, mas o contrário, também, foi válido. Se for para
esclarecer o que estiver ao meu alcance, eu vou; se for para ouvir gritaria como
é habitual com alguns políticos, o melhor é ficar em casa.

A.Carvalho

Anônimo disse...

Texto publicado no jornal Diário XXI

Brasão "foi alterado para respeitar a lei"

Quarta-Feira, 02 de Agosto de 2006

Junta de Freguesia de Loriga (Seia) desvaloriza polémica
Críticas às alterações no símbolo heráldico da
localidade "são descabidas", garante António Mendes
Moura, presidente da Junta

A alteração do brasão tradicional da freguesia de
Loriga, no concelho de Seia, para um novo símbolo, com
menos elementos gráficos, tem levantado algumas críticas
por parte da população. Contudo, "o processo de mudança,
iniciado há quatro anos, foi levado a cabo para que o
brasão pudesse estar de acordo com as regras da
heráldica", garante ao Diário XXI, António Mendes Moura,
presidente da Junta de Freguesia de Loriga.
O anterior símbolo, explica o autarca, "nunca tinha sido
registado oficialmente e possuía demasiadas imagens e
cores, o que não estava conforme com as regras" da
entidade que regulamenta a heráldica nacional, o
Instituto da Nobreza Portuguesa. A nova marca de
identidade desta freguesia com cerca de mil e 600
habitantes é agora "um brasão mais simples, com uma cruz
de uma ordem religiosa brasileira e a ilustração de uns
montes e água", descreve.
Para clarificar a legalidade do processo, António Mendes
Moura recorda que, em 2002, o novo brasão "foi submetido
e aprovado em Assembleia de Freguesia".
No entanto, o processo de registo junto do INP ainda não
está concluído. "A Junta já pagou mais de dois mil e 500
euros àquela instituição, mas, apesar da nossa
insistência, a aprovação final do brasão ainda não
aconteceu", lamenta. "Mas pode acontecer a qualquer
momento", ressalva.
A RAZÃO DA POLÉMICA
António Mendes Moura considera que "são descabidas" as
críticas em torno do brasão de Loriga. A polémica terá
começado devido a alegadas justificações para a
alteração do símbolo, nomeadamente no que respeita à
data de fundação da localidade. Dúvidas entre séculos
XVI ou XII foram motivos de animada discussão em fóruns
na Internet, nomeadamente num especial dedicado a
Loriga, o Portal Loriga News (www.loriga.org).
--------------------------------------------------------------
NOTA:O que se lê nesta notícia publicada pelo Diário XXI de 02 de Agosto de
2006 dá vontade de rir,apesar de o assunto ser muito sério e triste.
- A polémica em torno do brasão da vila de Loriga aconteceu em primeiro
lugar porque os autarcas se recusaram inicialmente a alterar o brasão,tendo
maltratado quem os chamou à atenção para a ilegalidade do mesmo.Depois de
literalmente terem sido obrigados,por um loriguense que nem reside em
Loriga,a tratarem do problema,aprovaram um brasão com o qual os loriguenses
não se identificam e que não é representativo da vila!
Portanto,esses foram os principais motivos da polémica,e as críticas não são
descabidas,antes pelo contrário!
Nada tem a ver com "a fundação da localidade",já que Loriga não foi
fundada,nem no século XII,nem no século XVI,sendo muito mais antiga que
qualquer dessas datas!Esse assunto tem a ver com a data do primeiro foral da
vila e não com o brasão,sendo coisas completamente distintas!
A cruz que puseram no brasão não é de uma ordem religiosa brasileira,mas
representa sim uma cruz de prata oferecida à Igreja Matriz de Loriga por
emigrantes loriguenses no Brasil!
Símbolos muito mais importantes para a história e identidade de Loriga,desde
a Lorica que lhe deu o nome milenar,até à roda hidráulica símbolo da duas
vezes centenária indústria loriguense,foram deixados de fora!Aquele brasão
serve para representar qualquer localidade serrana habitada por cristãos,e
que se saiba em Portugal ainda são a maioria!Esse brasão tem sido muito
parodiado,e uma das coisas que se tem dito é que a junta de freguesia vai
mudar também o nome à vila,passando de Loriga para Vale da Cruz!
O referido brasão foi aprovado pela JFL contra a vontade dos loriguenses,
que não se identificam com ele,mas também contra a opinião da Comissão
de Heráldica e da editora que tratou do processo!
O assunto do brasão é tratado pela Comissão de Heráldica da Associação dos
Arqueólogos Portugueses,e não pelo Instituto da Nobreza Portuguesa!
O presidente da junta de Loriga precisa de fazer muito trabalho de casa,e
com gente desta na autarquia loriguense não é de surpreender que tenham
aprovado um brasão daqueles!Não é por acaso que ainda não foi aprovado pela
Comissão de Heráldica,nem será,e se fosse aprovado seria anedótico!
Enquanto isso a autarquia loriguense desafia abusivamente as leis portuguesas,utilizando e publicitando aquele pseudobrasão como se fosse legal e oficial,utilizando inclusivé a desinformação e tentando desacreditar os que chamam a atenção para a realidade,sem que aqueles que têm a obrigação de fazer cumprir a lei façam algo!


José Dias

Loriga no seu pior disse...

http://Loriganoseumelhor.blogspot.com

6 de Fevereiro de 2008

Brasão de Loriga...

Esta história do Brasão de Loriga, já começa a cheirar um pouco mal...
Denota-se constantemente no Porta da Estrela, uma critica acentuda ao Brasão de
Loriga. Sempre a criticar que a Junta de Freguesia não toma medidas, isto e
aquilo..., concerteza deve ser sempre o mesmo Senhor que toda a gente conhece,
utilizando vários pseudonimos. Realmente é mesmo uma anedota!!!.
Lamentavelmente é triste, pois com estas criticas está-se a denegrir o bom nome
de Loriga (1). Se ainda não foi resolvido é porque deve haver algum obstáculo
que o
impeça (2).
Penso que há coisas mais urgentes do que propriamente estar-se a falar
constantemente do Brasão. Para o Senhor que escreve essas criticas: apareça nas
Assembleias de Freguesias e ponha as suas ideias, isso sim é o que deve fazer
(3).
Até lá o nosso brasão é este, e é bem lindo (4):

Saudações Loriguenses
Enviado por: Tó Moura (5)

[ 1 - Quem está a denegrir o bom nome de Loriga são os autarcas que,por
teimosia,têm impedido há anos a resolução deste problema.
2 - O obstáculo é o facto de o brasão aprovado pela JFL não ser representativo
de Loriga,que por isso nunca será aprovado,e o Tó Moura sabe isso mas não lhe
interessa dizer.
3 - Argumentos ridículos que já não pegam,e os loriguenses já não acreditam em
que no passado lhes disse que a questão do brasão era uma mentira de quem queria
mal a Loriga e só dizia mal da terra!
4 - Mais palavras para quê???!O homem está-se marimbando para o assunto!
5 - António Mendes Moura,presidente da Junta de Freguesia de Loriga ]

Anônimo disse...

O BRASÃO QUE A JFL APROVOU NUNCA SERÁ APROVADO PORQUE NÃO É REPRESENTATIVO DA VILA DE LORIGA. É POR ISSO QUE FOI ENVIADO HÁ SEIS LONGOS ANOS PARA APROVAÇÃO E AINDA NÃO FOI APROVADO,E NEM SERÁ!
SE OS ELEMENTOS DA JUNTA DE FREGUESIA DE LORIGA SE PREOCUPASSEM COM A IMAGEM DA VILA E NÃO FOSSEM TEIMOSOS,TINHA ACEITADO AS SUGESTÕES DE QUEM SABE E O PROBLEMA DO BRASÃO JÁ ESTAVA RESOLVIDO HÁ MUITO TEMPO.
O BRASÃO QUE SE VÊ PUBLICADO EM MONTES DE SITES É BASEADO NAS SUGESTÕES DADAS PELA COMISSÃO DE HERÁLDICA,PELA EDITORA QUE TRATOU DO PROCESSO E PELO MUITO CONHECIDO LORIGUENSE A QUEM SE DEVE O INÍCIO DO PROCESSO.BASTAVA O ACORDO DA JUNTA DE FREGUESIA DE LORIGA E ESSE BRASÃO TORNAVA-SE AUTOMATICAMENTE O BRASÃO LEGAL E OFICIAL DA VILA DE LORIGA.

Anônimo disse...

The coat of arms shown in the wikipédia, and abusively for some entities, is illegal and not official, fact that can easily be confirmed next to the legal entities!
A lie not becomes truth alone because stubbornly it is kept!
This in case that it is a shame for Loriga, and the wikipédia is to be used for that if they refuse to fulfill the laws that conduct the Portuguese heraldry!

Translate to portuguese:
O brasão exibido na wikipédia,e abusivamente por algumas entidades, é ilegal e não oficial,facto que pode ser fácilmente confirmado junto das entidades competentes!A mentira não se torna verdade só porque é teimosamente mantida!
Este caso é uma vergonha para Loriga,e a wikipédia está a ser usada pelos que se recusam a cumprir as leis que regem a heráldica portuguesa!

Amigo de Loriga

Fadista disse...

Grupo de fados de Loriga

No passado sábado de 22 de abril o Grupo de fados de Loriga
esteve em Beijos-Carregal do Sal.Numa organização da Caritas
paroquial de Beijos,ideia de Sofia Peixeira e com a importante
ajuda de alguns voluntários e comércio da região.Em vista a
angariação de fundos para obras de melhoramentos das
instalações da Caritas.No espectáculo.os presentes foram
brindados com alguns temas nada desconhecidos do público.Entre
muitos ouviu-se a Samaritana,os Putos,canoas do tejo,Lenda da
fonte,etc.O fado com o título "O brasão perdido",da autoria de Zeca Maria e de Tó Maurício,entre outros autores,foi o mais
aplaudido da noite. Este fado relata a história do brasão que
foi enviado para Lisboa para aprovação e que nunca mais
voltou.Nesse fado de sucesso é homenageado também o "heroísmo
serrano" daqueles que preferiram deixar Loriga sem brasão
legal e oficial,a sugeitarem-se às leis da República
Portuguesa.
A luz das velas iluminou o público que ouviu ROBERTO
FERREIRA,destacando-se pela sua mestria na guitarra,JOSÉ
FERREIRA na guitarra e voz,GABRIEL PINA na viola e CARLOS
PEREIRA na voz. O público embalado por ZÉ CONDE,LOCUTOR DA RÁDIO
ARGANIL,participou e aplaudiu.a noite foi magnífica.
Parabéns.

Anônimo disse...

O jornal Diário de Notícias errou!!!!!

Num artigo sobre a forma como o Primeiro Ministro foi
retratado na
Wikipédia,o DN fêz referências a outros casos ocorridos
naquele site.
Um dos casos referidos foi o artigo sobre Loriga na
Wikipédia,afirmando-se
no DN que esse artigo tinha sido vandalizado e que o
brasão de Loriga tinha
sido apagado.Neste caso em concreto,o DN agiu não como
um jornal centenário
respeitável,mas antes como um reles pasquim!
O artigo sobre Loriga na Wikipédia é da autoria de um
conhecido historiador
e divulgador loriguense,que também é conhecido pela sua
luta pela resolução
dos problemas daquela vila serrana.Um desses problemas é
o ordenamento dos
símbolos herádicos da vila que infelizmente ainda está
por fazer.
Acontece que,há umas décadas houve um loriguense que
desenhou um brasão,que
viola as regras básicas da heráldica portuguesa,e que
nada tem a ver com a
heráldica histórica de Loriga.Ignorando esses
factos,muitos loriguenses
adoptaram esse brasão como sendo da vila e o mesmo
começou a aparecer nos
documentos da junta de freguesia,mas obviamente nunca
foi legalizado.
O já referido loriguense foi um dos principais
protagonistas no sentido de
alertar para a ilegalidade da situação que afecta a
imagem de Loriga.Foi
maltratado pelos autarcas e alguns dos apoiantes,que lhe
chamaram mentiroso
e coisas bem piores,inclusive em comentários deixados em
sites,incluíndo na
Wikipédia.É que essas pessoas achavam e acham que estão
acima da lei e que
esse “brasão” deve ser o brasão de Loriga,doa a quem
doer!
Chegaram ao ponto de influenciar alguns editores da
Wikipédia,começando por
uma famosa Trebaruna,e vai daí esse “brasão” foi
colocado no artigo sobre
Loriga na Wikipédia!Claro que várias pessoas apagaram o
“brasão” do
artigo,porque obviamente está ali a mais,mas o
vandalismo partiu de quem é
cúmplice da ilegalidade e introduziu mentiras no artigo
(incluindo esse
“brasão” que é apresentado como sendo o brasão legal e
oficial de Loriga).
O DN,qual pasquim rasca,foi na onda e apresentou como
vândalos os que
quiseram corrigir os erros,tornando-se também cúmplices
da ilegalidade,e
dando momentos de glória a quem,em Loriga,se está
marimbando para as leis do
País sobre heráldica,prejudicando também a imagem da
vila!Esse artigo do DN
foi e tem sido publicamente utilizado para fazer de
mentirosos todos os
loriguenses que querem ver o problema dos símbolos
heráldicos resolvido,toda
a gente da Comissão de Heráldica da AAP,da editora
Diácria,do IGAT,etc!O DN
está de parabéns!...
Até agora,e já passaram meses,o que o DN fez para
corrigir o erro??!

Anônimo disse...

Loriga no seu pior:Nem fazer nem querer deixar fazer!




--- Mensagem recebida por uma jovem Loriguense residente,que decidiu divulgar Loriga no famoso hi5.Fizeram chegar-me este caso e desde já dou os meus parabéns a essa Loriguense,seja ela quem for.


--- uriaheep (username usado no hi5 por esse “inteligente”) escreveu:


eu vivo em loriga 365 dias por ano,e passei por direcções de
instituições loriguenses, e tu a inventar historietas não sei
de onde?





--- Resposta adequada dada por essa Loricense:


Tretas!!!!!Já ouvi essa treta centenas de vêzes!!!!!Com
pessoas assim tão capacitadas como tu,a viverem em Loriga,como
é que a vila chegou à actual situação (eu contra mim
falo)???!Se não fossem alguns conterrâneos que vivem fora
daqui a mexer os cordelinhos,não tínhamos Escola C+S,não
tínhamos Estrada de S.Bento,não tínhamos Quartel dos
Bombeiros,etc,etc,!!!!!Se não fossem eles,que vivem lá fora
mas têm o coração aqui,isto estava muito pior!!!!!Devia ser o
contrário:Nós que vivemos aqui é que devíamos fazer mais!!!!A
recompensa que eles têm são os coices que recebem de
"inteligentes" como tu!...Pelo menos reconhece as capacidades
e o trabalho dos outros,que é o que eu faço,mesmo que isso te
custe a engolir!!!!
As pessoas "inteligentes" que vivem aqui "365 dias por ano"
nem problemas simples,alguns dos quais envergonham Loriga há
anos*,são capazes de resolver!!...




*(Nota:Um problema simples por resolver e que envergonha Loriga há anos é o caso do brasão.Provavelmente,essa Loriguense estaria a referir-se a esse caso)

Heráldica de Loriga disse...

Brasão de Loriga




Heráldica Loriguense

Resumo do significado do brasão

Brasão:Escudo de azul,uma Lorica em vermelho realçada de prata,entre
duas rodas hidráulicas a negro e realçadas de branco;Em chefe
estrela de ouro,e na base dois montes a verde.
Coroa mural de prata de quatro torres.Listel branco,com a legenda a
negro:«LORIGA»


Bandeira:Esquartelada a azul e branco.Cordão e borlas de ouro.Haste
e lança de ouro.


Selo:Redondo,contendo no seu interior os mesmos símbolos do brasão,e
com a legenda:«Junta de Freguesia de Loriga»

Simbologia:Como peça central a Lorica,antiga couraça
guerreira,origem do nome multimilenar,lembra as origens remotas da
povoação e a história antiga da vila.
As duas rodas hidráulicas simbolizam a duas vêzes centenária
indústria loriguense,criada com o engenho das gentes de Loriga e que
fizeram a vila destacar-se ainda mais na região.Eram as rodas
hidráulicas que moviam as primitivas fábricas instaladas ao longo
das duas ribeiras que banham a vila.Esses abundantes recursos
hídricos foram em tempos mais remotos aproveitados também para mover
moínhos.
A estrela de ouro simboliza a Serra da Estrela.Pode também
simbolizar a vila como uma estrela dentro da Estrela,e o ponto de
referência dos inúmeros emigrantes loricenses espalhados pelo mundo
[A Nossa Senhora da Guia de Loriga,padroeira desses emigrantes,tem
uma estrela dourada na mão].
Os montes na base simbolizam os belos e verdejantes montes que
ladeiam o belíssimo Vale de Loriga e a sua espectacular Garganta de
Loriga.

Um desenho que não pode ser brasão disse...

UM DESENHO QUE NUNCA PODE SER O BRASÃO DE LORIGA!

Alguns,eu diria muitos,mal informados sobre estas questões da heráldica portuguesa,já se interrogaram sobre os motivos desta polémica que envolve os símbolos heráldicos da vila de Loriga.
Óbviamente,e como será fácil de entender,a heráldica tem regras,muitas delas históricas,que é necessário cumprir,caso contrário qualquer ilustração servia de brasão.
Aquele desenho que alguns acham ser o brasão de Loriga,e que estupidamente foi colocado no artigo da Wikipédia quando este foi vandalizado em 2007,viola várias regras fundamentais da heráldica portuguesa.De frisar que as regras da heráldica portuguesa têm força de lei,mas isso não impede que no caso de Loriga as coisas se passem como se Portugal fosse um país anedota!Adiante...
Ficam aqui algumas dessas regras da heráldica,as mais graves,violadas por aquele desenho a que alguns chamam brasão de Loriga:
- Um brasão não pode ter paisagens,e aquele desenho estilo naif viola esta regra!Pode ver-se do lado direito daquele desenho uma paisagem de montanha,onde não faltam uma ribeira,um edifício,e uma estrela no céu!
- Um brasão não pode ter partições,e mais uma vêz aquele desenho,feito por um ignorante da matéria,viola esta regra!Aquele desenho a que alguns chamam brasão está dividido em duas partes!
- O Brasão de Loriga não pode incluír a Cruz de Cristo (que alguns ignorantes por aí chamam Cruz de Avis) porque a vila de Loriga nunca pertenceu àquela ordem ou a qualquer Comenda a ela relacionada.
Naquele desenho,a que alguns chamam brasão,puseram do lado esquerdo uma Cruz de Cristo!
Claro que a Cruz de Cristo,um dos símbolos portugueses,é muito bonita,mas não é por isso que pode por-se no brasão de uma qualquer localidade!
A simbologia tem que estar relacionada com a localidade em causa e com a sua história!De preferência,e sempre que existam essas referências,os símbolos devem falar das origens e dos pontos marcantes da história da localidade,e falar,tal como o brasão no seu todo,da identidade da aldeia,vila ou cidade.Trata-se do símbolo,da imagem de marca,aliás,essa é a principal função do brasão,entre outras igualmente importantes,mas alguns por aí,responsáveis por esta polémica,e portanto irresponsáveis,acham que o brasão não tem importância nenhuma,desprezando a lei e a imagem da sua terra!...

TIAGO PINA disse...

OS AUTARCAS DE LORIGA SÃO UMA CAMBADA DE BURROS QUE SÓ SABEM COLOCAR A IMAGEM DE LORIGA NA LAMA!
E OS LORIGUENSES,DAS DUAS UMA:OU SÃO UMA CAMBADA DE OTÁRIOS OU NÃO GOSTAM DA SUA TERRA POIS PERMITEM QUE TUDO ISTO ACONTEÇA!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Este hitoriador sem canudo de torres novas, deveria ser corrido de Loriga à pedrada.