Petição "Loriga a concelho"

Esta petição serve uníca e exclusivamente para alertar todos os Loriguenses e amigos sobre o sistemático abandono que Seia tem presenteado Loriga e toda a região circundante, aos longo dos tempos, contribuindo assim para a falta de recursos humanos, sociais, culturais, desportivos e lazer. Assine e divulgue. http://www.peticao.com.pt/loriga

domingo, 4 de janeiro de 2009

A caixa

Caixa- Dispositivo geralmente de madeira que servia para guardar o material necessário para dar brilho aos sapatos. Também usado para o cliente colocar a pé com o respectivo calçado.

Local e dias de utilização: Geralmente aos domingos e dias de festa na Praça de Loriga, na década de 70/80 eram três os engraxadores. A extinção deste part time ocorreu na segunda metade da década de 80.


Parte externa da caixa


Interior da caixa com o respectivo livro de receitas\gastos

5 comentários:

Nádia disse...

Bom Ano 2009!
Ainda bem que estás de volta!
Desta feita trouxeste um Tesourinho..faz parte dos cenários de Loriga ( principalmente aos Sábados e Domingos na hora da missa )
Bjs
Nádia & Assoc
PS vai dando notícias

João Carreira disse...

Caro Pedro,

Nunca pensei que começasses o Ano de 2009 a dar-nos Graxa...Não é do teu feitio...

Um Abraço para ti...

Um beijo para a Nádia e dois abraços aos associados da Nádia [;)]

João

Anônimo disse...

E ganhava-se algum dinheiro honesto???
Outros tempos!!!

Esse livro do deve e haver deve ser preservado. Um dia um bom economista analisa-lo-á. E... Talvez esteja ai a solução para a crise???

Steak disse...

Ano novo memórias velhas...
Nos tempos em que a Praça fervilhava de actividade (na altura era o "centro" de Loriga, ao contrário de hoje a Carreira)era comum, como dizes, verificar-se a presença de tais típicas personagens. Infelizmente essa é mais uma actividade que se extinguiu e que agora ao visualizar essas fotos nos recordam com nostalgia os tempos idos.
Folgo em ter-te de volta e agora numa versão renovada ;)
Um óptimo ano para ti extensivo a todos os que visitam este Blog.

Pedro amaro disse...

É verdade!! No século passado era usual dar graxa aos sapatinhos poeirentos na nossa tão conhecida Praça. Este era apenas um dos muitos serviços que oferecia esse local, dou o exemplo que me era contado dos cavadores(jornaleiros) que ainda antes de nascer o sol exibiam os seus dotes musculares com a respectiva enxada para que algum proprietário o contratasse por um dia!